Skip to main content
"A abelha Maya"
aprendendo-a-viver-em-sociedade
Idade 3-6 anos
Duração 10-15 minutos

Do que trata a série "A abelha Maya"?

Maya é uma abelha aventureira, independente e com muito desejo de conhecer o mundo e suas maravilhas. Ela prefere viver no campo e fora da colmeia, para poder apreciar a natureza e tudo que a rodeia. A cada dia, vive uma nova aventura, na qual aprenderá consigo mesma e com os demais. Junto a seus amigos, descobrirá a importância da amizade e do trabalho em equipe.

Objetivos de aprendizado

Mostrar a importância da construção da identidade pessoal a partir do reconhecimento e da valorização das características, qualidades e limitações próprias e alheias. Isso promove relacionamentos positivos com os demais e coloca em prática valores como a cooperação, a empatia e o respeito.

Aprendendo a viver em sociedade

Aprendizados esperados nesta área

Reconhecer características e necessidades pessoais e alheias.
Ser sensível ante as características e necessidades dos outros.
Participar de atividades desafiadoras.
Atuar com mais confiança.
Regular o comportamento e as emoções.
Conhecer e aceitar suas próprias responsabilidades e as dos demais.
Aceitar e respeitar a si mesmo e aos demais.

Explorando o mundo

Aprendizados esperados nesta área

Observar e compreender as características e os fenômenos da natureza.
Questionar, formular e buscar respostas no entorno.
Valorizar e cuidar do entorno.
Indagar sobre sua família e comunidade.
Estabelecer relações entre o presente, o passado e o futuro de sua família e da comunidade.

Atividades

Como me sinto

Objetivo

As crianças aprenderão a identificar, reconhecer e nomear as emoções e as coisas, lugares e/ou situações que as fazem se sentir de determinada maneira.

Materiais

2 Pratos de papelão;
Lápis de cor / Canetas hidrográficas / Giz de cera;
Tesoura;
Revistas.

Passo

Pegar um prato e pedir que desenhe uma cara feliz de um lado, e uma triste do outro. Deixar usar as cores que quiserem. O que a criança fizer poderá gerar muitas interpretações.

Passo

Repetir o procedimento com o outro prato, desta vez com desenhos de uma cara raivosa e outra assustada.

Passo

Pedir à criança que escolha o lado dos pratos com a carinha que melhor indique a emoção sentida por ela quando exposta a determinada situação/ informação.

Encerramento

Conversar sobre as emoções, explicar que não são boas nem más, e dizer que é importante conhecê-las, indentificar o que nos faz sentir de certa forma e nomear essa emoção.